COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS DURANTE O ENSINO REMOTO: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENFRENTAMENTO DE INCERTEZAS

Marineuza Souza dos Santos

Resumo


O presente artigo se insere na temática das competências socioemocionais na educação e reflete sobre a importância de se trabalhar tais competências principalmente no cenário hodierno de pandemia, distanciamento social e cerceamento de ações. A fim de auxiliar nesta reflexão, traçou-se como objetivo geral mostrar a necessidade de uma intervenção voltada à regulação emocional do aluno durante a pandemia e à lacuna interacional deixada pelo distanciamento das salas de aulas físicas. Os objetivos específicos se desenham em trazer teorias que sustentam a defesa de um ensino mais humano e completo, não apenas pautado em conteúdos acadêmicos, além de discutir os dados coletados por meio de uma entrevista no formulário eletrônico direcionado a alunos do Ensino Médio do ensino público, que intentou mapear como os alunos desta modalidade de ensino estão encarando as aulas remotas. Este estudo se justifica por ser necessária, devido à emergência de tempos pandêmicos, a construção de uma discussão acerca de temas de apoio emocional. O estudo parte das seguintes premissas teóricas: um dos papéis da educação é preparar a sociedade para o enfrentamento das incertezas que permeiam a existência humana, principalmente em tempos de crises; é necessário um olhar mais humano para o ensino remoto; e é urgente que temas socioemocionais façam parte de nossa prática pedagógica, tanto na modalidade remota e híbrida quanto na presencial. Trata-se de um estudo exploratório, com análise bibliográfica, e aferição de dados do tipo quantitativa-qualitativa, com abordagem exploratória-descritiva.  Através dos resultados obtidos espera-se mostrar para educadores que o contato com o aluno durante o ensino remoto precisa ser repensado tendo em vista o progresso discente, tanto no aprendizado teórico, quanto na sua evolução como pessoa e cidadão.          


Texto completo:

PDF

Referências


CASEL - Collaborative for Academic, Social, and Emotional Learning. (2017). Framework for systemic social and emotional learning. Disponível em: http://www.casel.org/what-is-sel Acesso: 02 set. 2021

COLLABORATIVE FOR ACADEMIC, SOCIAL AND EMOTIONAL LEARNING (CASEL). Effective Social and Emotional Learning Programs. 2013.

Disponível em: http://secondaryguide.casel.org Acesso: 2 set. 2021.

GALVÃO, Izabel. Henri Wallon: uma concepção dialética do desenvolvimento infantil /23 ed. - Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2. ed., São Paulo : Cortez ; Brasília, DF : UNESCO, 2000.

SANTOS, Jamilly Rosa dos; ZABOROSKI, Elisângela Aparecida. Ensino Remoto e Pandemia COVID-19: Desafios e Oportunidades de Alunos e Professores. Revista Interações - Educação Online em Tempos de Pandemia: Desafios e Oportunidades para Professores e Alunos. Vol. 16 No 55 PP. 41-57 - 2020. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/20865 Acesso em: 8 jun. 2021.

WALLON, Henry. 1995 As Origens do Caráter da Criança. São Paulo: Nova Alexandria.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição  4.0 Internacional.