NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA ENTRE OS ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO DE COLÉGIOS PÚBLICOS DA CIDADE DE PONTA GROSSA

José Iron Ferreira, Clóvis Marcelo Sedorko

Resumo


Esta pesquisa apresentou como objetivo geral verificar o nível de atividade física dos alunos do ensino médio do município de Ponta Grossa-PR. Como objetivo específico buscou-se verificar eventuais diferenças no nível de atividades físicas entre alunos do sexo masculino e feminino. A pesquisa foi desenvolvida em 2 colégios da rede pública estadual do referido município, sendo a amostra composta por 62 estudantes. Os resultados revelam que a maior parte dos participantes (53,1%) apresentaram níveis de atividades físicas considerados satisfatórios, contudo, um percentual de 46,7% dos adolescentes foram categorizados como inativos ou pouco ativos. Em relação a classificação do nível de atividades físicas por sexo, constatou-se que ocorreu uma predominância de inatividade física entre as meninas. Por fim, ressalta-se a importância do professor de Educação Física enquanto um agente disseminador de conhecimentos sobre saúde, considerando o alarmante crescimento da obesidade e demais doenças hipocinéticas em todo o mundo.

Palavras-chave


Atividades Físicas. Adolescentes. Ensino Médio.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. Determinação do nível de atividade física

em estudantes de Tabatinga, SP. Revista Digital Buenos Aires, ano 19, n. 193, Junho de 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Metade dos brasileiros está acima do peso e 20% dos adultos estão obesos. Disponível em: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46485-mais-da-metade-dos-brasileiros-esta-acima-do-peso. Acesso em: 10 jul. 2020.

CESCHINI, F. L.; et al. Prevalência de inatividade física e fatores associados em estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais. Jornal de Pediatria, v. 85, n. 4, p. 301-306, 2009.

CICONHA, R. T.; et al. Sobrepeso e obesidade em crianças de acordo com o nível socioeconômico na cidade de Ubá – MG. Revista Digital Buenos Aires, ano 15, n. 143, Abril de 2010.

DANTAS, C .B.; et al. Nível de atividade física e estado nutricional de adolescentes em escola pública de Teresina, Piauí. Revista Digital Buenos Aires, ano 20, nº 210, Nov. de 2015.

FARIAS, D. A.; et al. Atividade física e comportamentos sedentários em adolescentes da cidade de Manaus, Amazonas. Revista Digital Bueno Aires, ano 18, n. 184, setembro de 2013.

FARIAS JUNIOR, J. C. Associação entre Prevalência de Inatividade Física e Indicadores de Condição Socioeconômica em Adolescentes. Rev. Bras. Med. Esporte, Vol. 14, n. 2, Mar/Abr, 2008.

FERMINO, R. C.; et al. Atividade física e fatores associados em adolescentes do ensino médio de Curitiba, Brasil. Rev. Saúde Pública, vol. 44 n.6, São Paulo, 2010.

GIUGLIANO, R.; CARNEIRO, E. C. Fatores Associados à Obesidade em Escolares. Jornal de Pediatria - Vol. 80, n. 1, 2004.

GONÇALVES et al.; Fatores socioculturais e nível de atividade física no início da adolescência. Ver. Panam. Saud. Publica. 2007, 22(4):246–53.

LAZZOLI, J. K.; et al. Atividade física e saúde na infância e adolescência. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, Vol. 04, n. 4, 1998.

MATSUDO, S. M.; et. al. Nível de atividade física em crianças e adolescentes de diferentes regiões de desenvolvimento. Revista Brasileira de Atividade física e Saúde. v. 3, n. 4, p. 14-26, 1998.

MESQUITA JUNIOR, P. F. Nível de atividades físicas habituais de jovens escolares. Revista Digital Buenos Aires, ano 18, n. 184, set. de 2013.

MOTA, A. K. A.; COUTINHO, G. F. Análise do nível de atividade física em escolares do Sítio Queimadas, zona rural do Município de Serra Redonda, PB. Revista Digital Buenos Aires, ano 18, n. 188, janeiro de 2014.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 4. ed. Londrina: Midiograf, 2006.

OEHLSCHLAEGER, M. H. K.; et al. Prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes de área urbana. Revista de Saúde Pública, v. 38 n. 2, 2004.

PERDONSINI, J. Q.; LEMOS. C. A. F.; MARONESI, V. R. D. Nível habitual de atividade física da UPLAN n°1 do Município de Santo Ângelo, RS. Revista Digital Buenos Aires, ano 15 n. 150, Nov. de 2010.

PORTES, E. F; VAZ, A.; DUTRA, C. M. R. Nível de atividade física dos alunos dos 9º anos das escolas públicas de Itaperuçu, 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2020.

RANGEL, S. R. V.; FREITAS, M. P.; ROMBALDI, A. J. Atividade física e comportamento sedentário: prevalência e fatores associados em adolescentes de três escolas públicas de Pelotas/RG. Revista Biomotriz, V. 9, n. 01, 2015.

REZENDE, V. A.; et al. Prevalência de Sobrepeso e Obesidade em alunos de uma escola da rede pública de Anápolis. Anhanguera Educacional S. A. Anais da produção de Iniciação Científica Discente. Vol. XI, n. 12, Ano 2008.

ROLIM, M. K. S. B.; et al. Estilo de vida de adolescentes ativos e sedentários. In: 6º Fórum Internacional de Esportes, 2007. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/266893280_ESTILO_DE_VIDA_DE_ADOLESCENTES_ATIVOS_E_SEDENTARIOS>. Acesso em: 12 jul. 2020.

SEABRA A.; et al. Determinantes biológicos e sócio-culturais associados à prática de atividade física de adolescentes. Cad Saude Pública. 2008; 24(4):721-36.

SILVA, R. R.; MALINA, R. M. Nível de atividade física em adolescentes do Município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 16 (4): 1091-1097, out-dez, 2000.

SILVA, D. A. S.; et al. Nível de Atividade Física e Comportamento Sedentário em Escolares. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano. 11 (3): 299-306, 2009.

SILVA, M. A. M.; et al. Prevalência de fatores de risco cardiovascular em crianças e adolescentes da rede de ensino da cidade de Maceió. Arq Bras Cardiol 2005, 84: 5.

SOAR, C.; et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares de uma escola pública de Florianópolis - Santa Catarina. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil. Vol.4, n. 4 - Recife Oct-Dec. 2004.

SOUZA, C. V.; et al. Análise do nível de atividade física e perfil sócioeconômico dos adolescentes da cidade de Fortaleza. Revista Digital Buenos Aires, ano 14, n. 133, junho de 2009.

SOUZA, G. S, DUARTE, M. F. S. Estágios de mudança de comportamento relacionados à atividade física em adolescentes. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 11: n. 2, Mar/Abr, 2005.

TENÓRIO, M. C. M.; et al. Atividade Física e Comportamento Sedentário em Adolescentes Estudantes do Ensino Médio. Revista Brasileira de Epidemiologia, 2010.

VANZELLI, A. S.; et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da rede pública do município de Jundiaí - São Paulo. Revista Paulista de Pediatria. 2008; 26 (1): 48 - 53.

ZAPAROLLI, E. S.; SILVA, J. A. H.; MAGALHÃES, S. R.. Avaliação do nível de atividade física de alunos do último ano do ensino fundamental e de alunos do ensino médio. Revista Digita Buenos Aires, ano 15, n. 150, Novembro de 2010.

ZIRBES, M. V.; GONÇALVES, A. K. Nível de atividade física em alunos do ensino médio de escolas particulares de Montenegro, RS. Revista Digital Buenos Aires, ano 14 - Nº 131 - Abril de 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v7i1.3257

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-5916

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.