HISTÓRIA E CULTURAS AFRICANAS, AFRO-BRASILEIRAS E INDÍGENAS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: RELATO DOS ENCONTROS DE UM PROJETO DE EXTENSÃO

Claudia Foganholi, Julio Cesar da Silva, Pedro Borges Fernandes, Paulo Vieira dos Santos Vaz, Moisés Teixeira da Silva, Ingrid Lourenço de Amorim Correa

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de relatar a experiência de um Projeto de Extensão realizado no Instituto de Educação Física da Universidade Federal Fluminense que buscou proporcionar o conhecimento de jogos, danças e brincadeiras de origem e influências africanas, afro-brasileiras e indígenas. O relato está baseado em registros sistemáticos dos encontros realizados entre estudantes, educadores e membros da comunidade externa à universidade para as vivências de três manifestações culturais: o Cacuriá, uma dança maranhense, os jogos indígenas Kalapalo e a Roda de Samba. Nestes encontros foi possível realizar o diálogo sobre parte da riqueza histórica e cultural destes povos que nos possibilitam o reconhecimento, a valorização e o respeito à diversidade étnico-racial da sociedade brasileira e sobre as possibilidades de inserção desta temática nas aulas de Educação Física.


Palavras-chave


Educação Física escolar; Cacuriá; Jogos Indígenas; Samba; Relações Étnico-Raciais.

Texto completo:

PDF

Referências


BERGAMASCHI, M. A. Nhembo’e: enquanto o encanto permanece! Processos e práticas de escolarização nas aldeias Guarani. 273f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BORGES, Priscila Maria de Barros. Violência e apagamento da voz indígena no Brasil - O caso Yanomami. Literatura e Autoritarismo, [S.l.], n. 16, mar. 2016. ISSN 1679-849X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/LA/article/view/21513/13035. Acesso em: 04 abr. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações ético-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira. Brasília: MEC, 2004.

______. Ministério da Educação. Lei n. 11.645, de 10 de março de 2008. Brasília: MEC, 2008.

CONSTANTINO, Francisco de Lima. Diálogos e tensões: o olhar de professoras negras e brancas na constituição da identidade negra no contexto escolar. 341f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.

CORSINO, Luciano Nascimento; CONCEIÇÃO, Willian Lazaretti. Educação física escolar e relações étnico-raciais: subsídios para a implementação das Leis 10.639/03 e 11.645/08. Curitiba: Editora CRV, 2016.

FAGUNDES, Heldina Pereira Pintp; CARDOSO, Berta Leni Costa. Quinze anos de implementação da lei 10.639/2003: desafios e tensões no contexto da Base Nacional Comum Curricular. Revista Exitus, Santarém/PA , vol. 9, n° 3, p. 59 - 86, jul/set 2019.

FREIRE, Paulo. A sombra desta mangueira. São Paulo: Olho d’água, 2001.

______. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

______. Pedagogia do oprimido. 18ªed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

______. Educação como prática da liberdade. 16ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

GODOY, Elieti Aparecida de. A ausência das questões raciais na formação inicial de professores e a Lei 10.639/03 / The absence of racial issues in initial teacher education and Law 10.639/03. Revista de Educação PUC-Campinas, [S.l.], v. 22, n. 1, p.77-92, mar.2017. Disponível em: https://seer.sis.puccampinas.edu.br/seer/index.php/reveducacao/article/view/3433>. Acesso em: 02 abr. 2020.

GOMES, Nilma Lino; JESUS, Rodrigo Ednilson. As práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva de Lei 10.639/2003: desafios para a política educacional e indagações para a pesquisa. Educar em revevista, Curitiba, n. 4, p. 19-33, Mar. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010440602013000100003&lng=en&nrm=iso. Acesso em 01 abr. 2020.

GONÇALVES JUNIOR, Luiz. A motricidade humana no ensino fundamental. In: I Seminário Internacional de Motricidade Humana: passado-presente-futuro, 2007, São Paulo. Anais… São Paulo: ALESP, 2007. p.29-35.

GONÇALVES JUNIOR, Luiz. Etnomotricidade: multiculturalismo e Educação Física Escolar. In: CORREIA, Walter Roberto; CARREIRA FILHO, Daniel (Org.). Educação Física Escolar: docência e cotidiano. Curitiba: Editora CRV, 2010.

HERRERO, Marina; FERNANDES, Ulysses. Jogos e brincadeiras na cultura Kalapalo. São Paulo: Edições SESC, 2010.

LUIZ, Maria Fernanda. Educação das relações étnico-raciais: contribuições de cursos de formação continuada para professoras(es). 138f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, São Carlos, 2014.

MARANHÃO, Fabiano. Jogos africanos e afro-brasileiros nas aulas de Educação Física: processos educativos das relações étnico-raciais. 174f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, 2009.

MARTINS, Joel; BICUDO, Maria Aparecida Viggiani. A pesquisa qualitativa em psicologia: fundamentos e recursos básicos. 5 ed. São Paulo: Centauro, 2005.

MATTOS, Ivanilde Guedes de. A negação do corpo negro: representações sobre o corpo no ensino da Educação Física. 147f. Dissertação (Mestrado em Educação e Contemporaneidade) – Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2007.

MENEZES, Henrique. Cacuriá: Pé no Terreiro [CD]. São Paulo, CD Independente, 2008.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

NÓBREGA, Antônio, FREIRE, Wilson. Chegança. In: NÓBREGA, Antônio. Madeira que cupim não rói [CD]. São Paulo: Estúdios Eldorado, 1997.

SALES, Leydiane Vitória; ALMEIDA, Neil Franco Pereira de. Diversidade racial e educação física escolar na Revista Brasileira de Ciências do Esporte (1979-2013). In: Conexões. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 13, n. 1, p. 129-161, jan./mar. 2015.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do sul. São Paulo: Cortez, 2010.

SÉRGIO, Manuel. A ciência da motricidade humana e a sua lógica social. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v.17, n.3, p.252-259, maio, 1996.

SILVA, Douglas Verrangia Corrêa da. A educação das relações étnico-raciais no ensino de Ciências: diálogos possíveis entre Brasil e Estados Unidos. 335f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.

SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Educação das Relações Étnico-Raciais nas instituições escolares. Educar em revista, Curitiba, v. 34, n. 69, p. 123-150, Junho, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104 40602018000300123&lng=en&nrm=iso. Acesso em 01 abr. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v4i2.2435

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-5916

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.