BRINCADEIRAS DE MENINAS E MENINOS: UM OLHAR SOBRE AS QUESTÕES DE GÊNERO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Luísa Andries Nogueira de Freitas, Larissa Carvalho de Souza Lopes, Leticia Trindade, Moysés Marllon do Nascimento de Oliveira Silva, Raíssa Carvalho de Alcantara

Resumo


O presente artigo trata-se de um relato de experiência elaborado a partir das vivências e observações de quatro estudantes de Pedagogia e uma professora de Educação Infantil no contexto do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). Neste trabalho, buscou-se investigar do que, como e com quem as crianças brincam, com foco nas relações e possíveis interferências dos padrões de gênero sobre esse brincar. Também foi abordado o papel da escola frente a essas questões. Foi observado que, apesar de algumas crianças buscarem as brincadeiras convencionalmente atribuídas ao seu gênero em específico, existem casos em que meninos e meninas transgridem os padrões a eles impostos. Observou-se também a importância do professor permitir, possibilitar e encorajar as crianças a explorarem as diferentes formas e possibilidades do brincar de maneira livre e sem preconceitos.

Palavras-chave


Brincadeiras; Educação Infantil; Gênero.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.