IDENTIDADE, DIVERSIDADE E EXPERIÊNCIA TRANSDISCIPLINAR

Carolina Mary Medeiros, Jorge Luiz M. de Morais

Resumo


O presente artigo objetiva pensar as identidades de gênero na interação com a experiência educacional transdisciplinar. Para isto, parte-se do relato de experiência sobre a elaboração do Núcleo Transdisciplinar de Humanidades [NUTH] do Campus Engenho Novo II e a construção da I Jornada da Diversidade ocorrida no mês de outubro no ano de 2014. Os autores mostram ainda um pouco da trajetória do NUTH e a experiência de construir um projeto pedagógico transdisciplinar, utilizando como pilares as questões da diversidade e identidade, que são temas transversais fundamentais para o entendimento do Outro e da sociedade brasileira na contemporaneidade.   

 


Palavras-chave


Identidade; Diversidade; Transdisciplinariedade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Elisabeth B. Formando professores para atuar em ambientes virtuais de aprendizagem. In: ALMEIDA, Fernando (org.). Educação a distância: formação de professores em ambientes virtuais e colaborativos de aprendizagem. MCT/PUC SP: São Paulo, 2001.

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo, volume 2. 2 ed. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1967.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Jorge Zahar, Rio de Janeiro, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio: Ciências Humanas e suas tecnologias - História. Brasília/DF: Ministério da Educação. 2006.

Brasil. Ministério da Educação [MEC] (2004). Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira. Disponível em: http://portal.mec.gov.nr/dmdocuments/cnecp_003.pdf Acesso em abril 2013.

Brasil. Ministério da Educação [MEC] (2003). Lei no 10.639. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm Acesso em: 10 de abril de 2013.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede – a era da Informação: economia, sociedade e cultura. v.1. São Paulo: Paz e Terra. 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 40 ed. Paz e Terra: São Paulo, 2005.

____________. Pedagogia da Esperança. 2 ed. Paz e Terra: São Paulo, 1993.

GOLDENBERG, Mirian. Nu & Vestido. Rio de Janeiro: Record. 2002.

GROSSI, Miriam Pillar. Identidade de Gênero e Sexualidade. Antropologia em Primeira Mão, n. 24, Florianópolis, PPGAS/UFSC, 1998.

MORIN, Edgar; FREITAS, Lima de; NICOLESCU, Barasab (Org.). Carta da Transdisciplinaridade. Portugal, Convento da Arrábida, novembro de 1994. Disponível em: http://cetrans.com.br/wp-content/uploads/2014/09/CARTA-DA TRANSDISCIPLINARIDADE1.pdf Acesso em: 10 de abril 2103.

ROCHA FILHO, João Bernardes da. Transdisciplinaridade: a natureza íntima da educação científica. Porto Alegre, EDIPCURS. 2007.

SANTOS, R. Transdisciplinaridade. Cadernos de Educação, Lisboa: Instituto Piaget, n. 8, 23 nov. 1995. Disponível em: http://www.unipazparana.org.br/conteudo.php?id=92 Acesso em: 10 de abril 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.