UM BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA ― sob o signo da precariedade.

Albano Luiz F. Teixeira

Resumo


O artigo apresenta um quadro sintético da evolução da educação brasileira desde o século XIX, a partir da independência política do Brasil até a última década do século passado, evidenciando que a construção histórica de uma legislação e o correspondente sistema educacional em nosso país estão marcados pelas dificuldades na garantia da universalização da educação, na construção de liames com a realidade social da maioria dos seus beneficiários e no uso de recursos necessários para garantir a sua qualidade.

 


Palavras-chave


educação brasileira; realidade social; legislação; sistema educacional; universalização.

Texto completo:

PDF

Referências


CUNHA, Luiz Antônio e GÓES, Moacyr. O golpe na educação. 7 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1991.

FREITAS, Marcos Cezar e BICCAS, Maurilane de Souza. Biblioteca básica da história da educação brasileira: história social da educação no Brasil (1926 – 1996). São Paulo: Cortez, 2009.

GÓES, Moacyr de. De pé no chão também se aprende a ler. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

GONDRA, José Gonçalves e SCHUELER, Alessandra Frota. Educação, poder e sociedade no Império brasileiro. São Paulo: Cortês, 2008.

MIRANDA, Kênia. As lutas dos trabalhadores da educação: do novo sindicalismo à ruptura com a CUT. Universidade Federal Fluminense Niterói, 2011, tese (doutorado em história).

SAVIANI, Demerval. A nova lei da educação: trajetória, limites e perspectivas. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, Demerval. Sistema nacional de educação articulado ao plano nacional de educação. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, v.15, n.44, p. 380-392, ago. 2010.

SCHUELER, Alessandra Frota e MAGALDI, Ana Maria Bandeira de Mello. Educação escolar na primeira república: memória, história e perspectivas de pesquisa. Revista Tempo. Rio de janeiro: UFF, n.26, p. 32-56, jan. 2009..

VEIGA, Cynthia Greive. Escola pública para os negros e os pobres no Brasil: uma invenção imperial. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro: v.13, n.39, p. 502-516, set./dez. 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.