Oração principal na agenda da gramática dos usos

André Nemi Conforte, Felipe de Andrade Constancio

Resumo


Estudar e sistematizar as regularidades das categorias gramaticais são funções atribuíveis a qualquer gramática. No entanto, conjugar essas regularidades a possíveis valores significativos e/ou pragmáticos mapeados a partir das relações e das escolhas operadas entre as categorias é função de uma corrente linguística, o funcionalismo. Nesse sentido, a gramática funcional recobre uma série de demandas dos usos da linguagem: predicação, referenciação, junção, gramaticalização e modalidade, entre outras. Este trabalho busca esse respaldo teórico para observar determinados usos de orações principais no interior do que se costuma chamar modalidade ou marcas de comprometimento em textos escritos. A escolha da oração principal, dessa forma, dá-se pelo fato de que se trata de uma categoria pouco explorada em compêndios e, além disso, pelo fato de que a atribuição de significado a essa categoria sugere um trabalho proveitoso com sequências linguísticas argumentativas no âmbito da escola básica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2595-4792