AS FALAS E AS AÇÕES DA CRIANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A PARTICIPAÇÃO E O PROTAGONISMO

Letícia Campos de Lima, Laíse Soares Lima

Resumo


Este estudo analisa qual o espaço que as falas e ações da criança ocupam no cotidiano de uma instituição de Educação Infantil. Alicerçado na perspectiva da Sociologia da Infância, em que concebe a criança como sujeito de direitos, singular, produtora de cultura e história, questionamos como as professoras consideram o protagonismo das crianças de cinco anos na elaboração e execução de suas práticas pedagógicas. De maneira específica, investigamos se os planejamentos contemplam as indagações, inquietações, diálogos das crianças e como ocorre processo pedagógico. A partir de uma abordagem qualitativa, a observação do planejamento e das atividades acompanhadas de registros fotográficos e do diário de campo permitiram a produção de dados da pesquisa. As análises revelam que na rotina da turma há momentos em que as falas e as ações das crianças são consideradas pela professora, e que a participação simbólica e o protagonismo infantil estão presentes cotidianamente.

Palavras-chave


Práticas pedagógicas; Sociologia da Infância; Pedagogia da escuta

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v5i3.3102

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.