DESAFIOS DA PREVENÇÃO AO USO DE ÁLCOOL, TABACO E DROGAS ILÍCITAS: UM ESTUDO DE REVISÃO

Walk Loureiro, Paulo Pires de Queiroz

Resumo


O artigo aponta que o álcool, o tabaco e drogas ilícitas têm atingido, tanto direta quanto indiretamente, o espaço escolar. Diante dessa questão, percebe-se que a maioria dos professores não se sente à vontade para trabalhar com a prevenção ao uso de tipo de substâncias no espaço escolar. O objetivo do texto foi compreender, por meio de um estudo de revisão, quais eram e quais ainda são os principais desafios para escolas e para os professores na prevenção ao uso de drogas. Espera-se que esta pesquisa contribua com esses docentes, ao possibilitar-lhes reflexões que os conduzam da incômoda sensação de despreparo para um sentimento de prazer, por estarem não apenas aprendendo mais sobre a temática das drogas e da prevenção nas escolas, mas também contribuindo na melhoria de vida de seus alunos, sejam, ou não, usuários de drogas.

Palavras-chave


Drogas. Prevenção. Desafios. Escola. Estudo de revisão.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, Miriam; CASTRO, Mary Garcia. Drogas nas escolas: versão resumida. Brasília: UNESCO, 2005.

ALMEIDA FILHO, Antonio José de et al. O adolescente e as drogas: conseqüências para a saúde. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 11, n. 4, p. 605-610, dez., 2007.

ARALDI, Jossara Cattoni et al. Representações sociais de professores sobre o uso abusivo de álcool e outras drogas na adolescência: repercussões nas ações de prevenção na escola. Interface, Botucatu, v. 16, n. 40, p. 135-146, jan./mar., 2012.

BECKER, Kalinca Léia. O efeito da interação social entre os jovens nas decisões de consumo de álcool, cigarros e outras drogas ilícitas. Estudos Econômicos, São Paulo, v. 47, n. 1, p. 65-92, mar. 2017.

BARROS, João Paulo Pereira; COLAÇO, Veriana de Fátima Rodrigues. Drogas na Escola: análise das vozes sociais em jogo. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 1, p. 253-273, mar. 2015.

BERGERON, Henri. Sociologia da droga. Aparecida: Ideias e Letras, 2012.

BUCHER, Richard. A Ética da Prevenção. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 23, n. esp., p. 117-123, 2007.

CANOLETTI, Bianca; SOARES, Cássia Baldini. Programas de prevenção ao consumo de drogas no Brasil: uma análise da produção científica de 1991 a 2001. Interface, Botucatu, v. 9, n. 16, p. 115-129, fev., 2005.

CARDOSO, Luciana Roberta Donola; MALBERGIER, André. Problemas escolares e o consumo de álcool e outras drogas entre adolescentes. Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 18, n. 1, p. 27-34, jan./fev./mar./abr./ mai./jun. 2014.

CARLINI-COTRIM, Beatriz; ROSEMBERG, Fúlvia. Os livros didáticos e o ensino para a saúde: o caso das drogas psicotrópicas. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 25, n. 4, p. 299-305, ago. 1991.

CARVALHO, Vera Aparecida; CARLINI-COTRIM, Beatriz. Atividades extra-curriculares e prevenção ao abuso de drogas: uma questão polêmica. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 145-149, jun., 1992.

CAVALCANTE, Cláudia Virginia Galindo et al. Representações de um grupo de docentes sobre drogas: alguns aspectos. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 7, n. 2, p. 114-126, maio/ago. 2005.

CENTRO BRASILEIRO DE INFORMAÇÕES SOBRE DROGAS PSICOTRÓPICAS. 6.º Levantamento nacional sobre o consumo de drogas psicotrópicas entre estudantes do Ensino Fundamental e Médio das redes pública e privada de ensino nas 27 capitais brasileiras. São Paulo: CEBRID, 2010.

CHAGAS, JULIA CHAMUSCA et al. Concepções de professoras dos anos iniciais do ensino fundamental sobre prevenção do uso indevido de drogas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 71, e 227179, 2017.

CHARLOT, Bernard. Formação de professores: a pesquisa e a política educacional. In: PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2006, p. 89-108.

DEGASPERI, Nínive. Drogas, políticas sociais e serviço social. 2013. 219 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

ELICKER, Eliane et al. Uso de álcool, tabaco e outras drogas por adolescentes escolares de Porto Velho-RO, Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 24, n. 3, p. 399-410, set., 2015.

ENSER, Briony. J.; APPLETON, Jane. V.; FOXCROFT, David. R. Alcohol-related collateral harm, the unseen dimension? Survey of students aged 16–24 in Southern England. Drugs: Education, Prevention and Policy, v. 22, n. 2, p. 93-95, 2015. DOI: https://doi.org/10.1080/09687637.2016.1215409.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 40. reimpr. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

GIACOMOZZI, Andréia Isabel et al. Levantamento sobre uso de álcool e outras drogas e vulnerabilidades relacionadas de estudantes de escolas públicas participantes do Programa Saúde do Escolar/Saúde e Prevenção nas Escolas no município de Florianópolis. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 21, n. 3, p. 612-622, jul./set. 2012.

HART, Carl. Um preço muito alto: a jornada de um neurocientista que desafia nossa visão sobre as drogas. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa nacional de saúde do escolar 2015. Rio de Janeiro: IBGE, 2016.

LEPRE, Rita Melissa; MARTINS, Raul Aragão. Raciocínio moral e uso abusivo de bebidas alcoólicas por adolescentes. Paideia, Ribeirão Preto, v. 19, n. 42, p. 39-45, jan./abr., p. 2009.

LIMA, Maria do Socorro Lucena; GOMES, Marineide de Oliveira. Redimensionando o papel dos profissionais da educação: algumas considerações. In: PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2006, p. 163-186.

LOUREIRO, Walk; CAPARRÓZ, Francisco Eduardo. Formação continuada em descontinuidade: política de mandato ao invés de política de estado. Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 3, n. 7, p.109-124, jan./abr. 2011.

LORDÊLO, Fernanda Silva; PORTO, Cristiane de Magalhães. Divulgação científica e cultura científica: conceito e aplicabilidade. Revista Ciência em Extensão, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 18-34, 2012.

LOPES, Gertrudes Teixeira et al. O enfermeiro no ensino fundamental: desafios na prevenção ao consumo de álcool. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 11, n. 4, p. 712-716, dez., 2007.

MARTINI, Jussara Gue; FUREGATO, Antonia Regina Ferreira. Representações sociais de professores sobre o uso de drogas em uma escola de ensino básico. Revista Latino-Americana de Enfermagem, São Paulo, v. 16, n. esp., jul./ago. 2008.

MALTA, Deborah Carvalho et al. Exposição ao álcool entre escolares e fatores associados. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 48, n. 1, p. 52-62, fev. 2014.

MOREIRA, André; VÓVIO, Cláudia Lemos; De MICHELLI, Denise. Prevenção ao consumo abusivo de drogas na escola: desafios e possibilidades para a atuação do educador. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 1, p. 119-135, jan./mar. 2015.

MOREIRA, Denis da Silva. O consumo de drogas entre os estudantes adolescentes. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 49, n. 4, p. 581-594, out./dez. 1996.

MOREIRA, Fernanda Gonçalves; SILVEIRA, Dartiu Xavier da; ANDREOLI, Sérgio Baxter. Redução de danos do uso indevido de drogas no contexto da escola promotora de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 11, n. 3, jul./set., p. 807-816, 2006a.

______; ______; ______. Situações relacionadas ao uso indevido de drogas nas escolas públicas da cidade de São Paulo. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 40, n. 5, out., p. 810-817, 2006b.

MOTA, Rosana Santos et al. Adolescentes escolares: associação entre vivência de bullying e consumo de álcool/drogas. Texto & Contexto - Enfermagem, Florianópolis, v. 27, n. 3, e 3650017, 2018.

NIMTZ, Miriam Aparecida et al. Impacto do uso de drogas nos relacionamentos familiares de dependentes químicos. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 19, n. 4, p. 667-672, out./dez. 2014.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/198053144843.

PAVANI, Rafael Augusto Borges; SILVA, Elissandro de Freitas; MORAES, Maria Silvia de. Avaliação da informação sobre drogas e sua relação com o consumo de substâncias entre escolares. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 12, n. 2, jun., p. 204-216, 2009.

PEREIRA, Ana Paula Dias; PAES, Ângela Tavares; SANCHEZ, Zila M. Fatores associados à implantação de programas de prevenção ao uso de drogas nas escolas. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 50, 44, p. 1-10, ago. 2016.

SALLES, Thamyris Alexandre et al. Estratégias de prevenção ou redução do consumo de drogas para adolescentes: revisão sistemática da literatura. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.36796. Acesso em: 7 nov. 2018.

SODELLI, M. Uso de drogas e prevenção: da desconstrução da postura proibicionista às ações redutoras de vulnerabilidade. São Paulo: Iglu, 2013.

SOLDERA, Meire et al. Uso pesado de álcool por estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas centrais e periféricas de Campinas (SP): prevalência e fatores associados. Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 174-179, set., 2004.

SOUZA, Kátia Mendes de; MONTEIRO, Simone. A abordagem de redução de danos em espaços educativos não formais: um estudo qualitativo no estado do Rio de Janeiro, Brasil. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 15, n. 38, p. 833-844, set. 2011.

TAVARES, Beatriz Franck; BÉRIA, Jorge Umberto; LIMA, Maurício Silva de. Prevalência do uso de drogas e desempenho escolar entre adolescentes. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 150-158, abr. 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v3i2.2083

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.