O Feminino no Afeto

Vitória dos Santos Martins Queiroz

Resumo


O presente artigo busca ampliar o sentido comumente atribuído à palavra afeto. Este termo não se limita a ser um substantivo, utilizado como sinônimo de ternura, mas também é uma conjugação possível do verbo “afetar”. Nesta caminhada, o leitor irá perceber o afeto como ato e, como o motor propulsor das relações humanas, sendo essencial a elas. Não obstante, o trabalho é produto da necessidade de abordar o universo feminino e, o posicionamento da mulher frente ao corpo social, trazendo uma reflexão sobre a construção das relações de afeto mediante a luta feminina por reconhecimento e liberdade. O eixo-temático será estudado com o auxílio de obras literárias, clássicas e contemporâneas, sendo estas, respectivamente, Antígona de Sófocles e, o filme “Volver” de Pedro Almódovar, que convergem ao retratar o protagonismo feminino, apresentando mulheres fortes que afetaram àqueles que as rodeavam. Soma-se a isso, atentos apontamentos sobre a realidade atual da mulher e sobre a urgência em consolidar uma consciência social de combate à violência contra este grupo social. As temáticas perpassadas no texto objetivam a plena compreensão da necessidade de desenvolver relações sadias, nas quais é primordial afetar o outro e a si mesmo positivamente.

 

Palavras-chave: Afeto; universo feminino; liberdade; arte; protagonismo feminino.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/rps.v0i22.1968

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Perspectiva Sociológica: A Revista de Professores de Sociologia

ISSN 1983-0076

Departamento de Sociologia - Colégio Pedro II

URL da Homepage: http://www.cp2.g12.br

E-mail: perspectivasociologicacp2@gmail.com