Memórias de um Sargento de Milícias: Abordando negritude, gênero e acesso à Escola no livro de Manoel Antônio de Almeida

Gustavo Cravo Azevedo, Joyce Gonçalves Restier da Costa Souza, Juliana Sousa de Araújo Mochel

Resumo


O livro Memórias de um Sargento de Milícias, escrito por Manuel Antônio de Almeida, pode ser caracterizado como um “romance de costumes” e foi publicado entre os anos 1852 e 1853, no rodapé do antigo jornal Correio Mercantil, no Rio de Janeiro. Foi editado como livro no ano de 1854 e apresenta diversos personagens e situações que demonstram como se davam as relações na época, parte de uma herança cultural com traços que permanecem até os dias atuais. Acreditamos que o uso deste livro em sala de aula permite constituir uma imagem histórica da sociedade a partir dos seus costumes, hábitos e valores e permite abordar com qualidade os temas negritude, gênero e acesso à escola. 

Palavras-Chave: Ensino de Sociologia, literatura, negritude, gênero, acesso à escola.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Perspectiva Sociológica: A Revista de Professores de Sociologia

ISSN 1983-0076

Departamento de Sociologia - Colégio Pedro II

URL da Homepage: http://www.cp2.g12.br

E-mail: perspectivasociologicacp2@gmail.com