OS SENTIDOS DO MOVIMENTO ESTUDANTIL NA REDEMOCRATIZAÇÃO BRASILEIRA. ENTREVISTA COM ANDRÉ AMADOR

Clarissa Tagliari Santos, Francisco Trope da Silva Porto, Bernardo Bandoli Vargas da Costa

Resumo


RESUMO: Entrevista realizada com o ex-aluno do Colégio Pedro II, André Amador, que foi presidente do Grêmio do Campus Humaitá II em 1989 e fundador do jornal estudantil O Cordel, que existiu como jornal oficial do Grêmio deste campus até 2013. A entrevista é a primeira a ser realizada de uma série que tem como objetivo traçar uma comparação entre “os sentidos” que a experiência no movimento estudantil assumiu para duas gerações de estudantes – aqueles que viveram o período da redemocratização na década de 1980 e os que participaram do movimento de ocupação das escolas em 2016 - em termos de formas de mobilização e organização, demandas e motivações para atuação política coletiva. Dessa forma, a presente entrevista também se constituiu como um momento de diálogo entre essas duas gerações, suas diferentes perspectivas e também aproximações.

Palavras-chave: Movimento Estudantil; Grêmio estudantil; Colégio Pedro II; redemocratização de 1988.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/rps.v1i21.1739

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Perspectiva Sociológica: A Revista de Professores de Sociologia

ISSN 1983-0076

Departamento de Sociologia - Colégio Pedro II

URL da Homepage: http://www.cp2.g12.br

E-mail: perspectivasociologicacp2@gmail.com