“É um lugar só”: sociabilidades e conflitos em um espaço público no Recife

Normando Jorge de Albuquerque Melo

Resumo


Este artigo é resultado de uma pesquisa sócio-antropológica na qual investiguei os subterrâneos de práticas desviacionistas do uso do espaço destacando as tensões e disputas que emergem no processo de produção do espaço urbano. Tomei como referencial empírico um dos cruzamentos do Bairro da Boa Vista, no centro do Recife-PE, autodenominado FUN FASHION. Ali pude identificar um processo de reapropriação do espaço marcado pelo uso do lazer, embora não exclusivamente. A observação direta e as entrevistas semi-estruturadas realizadas com um grupo de jovens praticantes do lugar me permitiram uma aproximação da dinâmica que ali se desenvolvia, suas bases, procedimentos, efeitos e possibilidades. Em confronto com as forças da moral e da ordem, mas com a bênção da noite, aquele cruzamento parece configurar-se como uma “mancha” (neste caso, significando aquela situação nas brincadeiras de “pega” em que o indivíduo se encontra livre) onde todos “se permitem”.


Palavras-chave: Cidade; Astúcias; Lugar.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/rps.v0i8.1402

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Perspectiva Sociológica: A Revista de Professores de Sociologia

ISSN 1983-0076

Departamento de Sociologia - Colégio Pedro II

URL da Homepage: http://www.cp2.g12.br

E-mail: perspectivasociologicacp2@gmail.com