‘A História do Samba no Rio de Janeiro’ recebe representantes da Vila Isabel e do Império Serrano

Nathalia Sarro e Dalton Cunha, do Departamento Cultural da Vila Isabel, falam aos alunos do curso sobre a história do samba no Rio

 

Nesta segunda-feira, 11, o curso “A História do Samba no Rio de Janeiro” protagonizou mais uma edição de suas aulas, dessa vez com representantes do Departamento Cultural da Escola de Samba Unidos de Vila Isabel, professores Nathalia Sarro e Dalton Cunha.  Os pesquisadores apresentaram seu trabalho de resgate da memória e sistematização da documentação sobre o samba, com importantes registros, materializados no Centro de Memória Virtual Unidos de Vila Isabel 



FOTO 1: Aída Barros, Jornalista e produtora do documentário sobre o pai, Zé Luiz Barros   FOTO 2: Zé Luiz, do Império Serrano, tema do documentário “Tempo Ê!” debate com os alunos do curso


O segundo momento da aula foi a exibição do documentário “Vento Ê!”, produzido pela Jornalista e ex-aluna do Campus Centro Aída Barros, filha de Zé Luiz Barros, que conta a trajetória do sambista na seara do Jongo e nos primórdios do Império Serrano O documentário é uma viagem no tempo, com sambistas como Nei Lopes, Nelson Rufino, Wilson Moreira e Zeca Pagodinho, entre outros, falando sobre  a importância de Zé Luiz para o samba brasileiro.


Autor de sucessos consagrados como “Todo Menino é um Rei”, “Malandros Maneiros” e “Tempo Ê”! o sambista agradeceu ao Colégio Pedro II pela educação primorosa que a filha recebeu e que a levou ao curso de Jornalismo da FACHA e à pós-graduação na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).


Na segunda-feira, 18, será a vez da presidente da Liga dos Blocos da Zona Sul, Rita Fernandes, e do compositor, produtor cultural e animador de roda de samba há mais de 40 anos, Ernesto Pires. A aula acontece no auditório da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (Propgpec), das 16h às 19h.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social

 

 

Acessos Hoje:706  Total Acessos:1834880